Shell Script – Primeiros Passos

Olá galera, desta vez irei comentar um pouquinho sobre Shell Script.

Este primeiro post sobre o assunto será de caráter introdutório, vocês irão ver como criar um script contendo alguns comandos básicos, deixá-lo pronto para ser executado e finalmente executá-lo. Claro que para realizar os passos deste post, você deverá estar em um sistema UNIX/Linux ou executando o Cygwin no Windows como já mostrado aqui no blog (ver post: Cygwin – O Linux no Windows).

Introdução

Shell Script’s são arquivos texto contendo comandos que serão interpretados pela Shell, por este motivo estes arquivos não são compilados. A Shell é o interpretador de comandos do Linux. Neste exemplo iremos utilizar o bash um dos shell existentes (O sh é um outro exemplo de shell).

Os scripts podem ser criados para agilizar algumas operações básicas, reunindo vários comandos que são frequentemente usados, em um só script, ou até mesmo programas mais complexos para varias finalidades, como: automatizar processos de gerenciamento da rede, de backup, realizar manipulação de arquivos de texto/log e assim vai.

Para um arquivo ser um “shell script”, teremos que incluir uma linha no começo do arquivo (#!/bin/bash) e torná-lo executável.

Criando o Script

No primeiro passo devemos criar um arquivo com extensão “.sh”, esse arquivo pode ser criado em qualquer editor de texto (VI, emacs, ed… entre outros). Para este exemplo criei um arquivo chamado meu_script.sh.

A primeira linha de um arquivo de script deve possuir o seguinte conteúdo:

#!/bin/bash

Para que quando o script for chamado o sistema execute-o com o bash, que fica localizado no diretório /bin/bash.

Na próxima linha inclua o seguinte:

echo “Meu primeiro Script”

Pronto! Isso já é um bom começo. Salve, feche o arquivo e passe para o próximo passo.

Preparando para execução

Para tornar este script executável precisamos executar o seguinte comando:

$ chmod +x meu_script.sh

Onde chmod é o comando para alterar as permissões de arquivos e diretórios, o parâmetro +x indica que o arquivo pode ser executado e em seguida passamos o nome do arquivo. Neste momento você já pode executar o script.

Executando o script

Para executá-lo, basta colocar um “./” (ponto  e barra) antes do nome do arquivo, veja abaixo:

$ ./script

Como saída teremos algo do tipo:

$ Meu primeiro Script

Agora com isso você já pode partir para algo mais útil, como por exemplo: se você costuma instalar programas através dos fontes, pode fazer um script para agilizar esse processo. Para tal crie um script “instalar.sh”, por exemplo, contendo o seguinte conteudo:


#!/bin/bash
./configure
make
su
make install
echo “Processo de instalação concluído!”

Prontinho! Para instalar seus próximos programas não será preciso digitar todos os comandos um a um, basta colocar o script no mesmo diretório do fonte do seu programa e executar o script.

Bom pessoal esse foi mais um post, espero que tenham gostado.
Qualquer duvida ou contribuição que tiverem podem comentar ai.
[]’s

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s